Notícias

Queijos para degustação: aprenda como cortar

A forma de cortar um queijo tem muita importância uma vez que os queijos são diferentes entre si: crosta e pasta. Designamos pasta, todo o conteúdo do queijo separado a partir de uma fina até uma rígida camada exterior que denominamos de crosta ou popularmente de “casca” do queijo. O sabor de um queijo não é o mesmo em todo o seu conteúdo, variando conforme mais perto do centro ou da superfície junto à casca.

Os queijos cortam-se com facas que podem variar na sua dimensão e aspecto. Também não se deve usar na mesma ocasião à mesma faca para queijos diferentes para não “adulterar” o sabor de um queijo com o de outro.

Para queijos muito moles, muito duros ou muito grandes usam-se instrumentos especiais, diferentes e adequados a cada uma das circunstâncias. Os queijos frescos, de pasta mole e semi dura podem ser cortados com uma faca normal cuja a lâmina deve esta sempre muito bem afiada. No entanto a faca mais conhecida e adequada para cortar queijos é uma faca não muito longa, com serrinha apenas na parte superior da lâmina que termina em superfície curva com a extremidade bifurcada e pontiaguda, permitindo assim cortar o queijo e espetar a fatia cortada para colocar no prato.

Para queijos de pasta mole pode ainda usar uma faca específica, de certo modo semelhante a anterior, mas com abertura ao longo da lâmina para diminuir a zona de aderência à pasta do queijo.

Para as pastas muito delicadas a “lira de corte”, fio cortante ou guilhotina é o mais indicado. Para os queijos de pasta semi dura e dura pode-se utilizar uma espécie de espátula com uma zona de corte transversal que corta facilmente o queijo em fatias finas e para as pastas muito duras utilizam-se os cutelos pequenos ou médios que permitem lascar os queijos em pequenos fragmentos tornando-os mais fácil de serem apreciados.

Os queijos extra duros podem ainda ser ralados para utilização culinária usando-se raladores de vários formatos e dimensões, sendo os menores e requintados adequados para utilizar à mesa no decorrer da refeição. Os queijos pequenos cortam-se primeiro ao meio e depois em porções triangulares ou quartos. Os queijos circulares de pasta mole devem ser cortados como os bolos, em fatias, triangulares.

Os queijos de grandes dimensões, normalmente cilíndricos baixos ou altos, dão fatias grandes que por sua vez devem ser novamente cortados em tiras transversais. A casca natural do queijo pode ser em geral comida, dado que é parte integrante do queijo.

O prazer em degustar um queijo consiste em descobrir todas as sensações, saber identifica-las e perceber os verdadeiros atributos para cada tipo de queijo. E então, agora que você já sabe um pouco mais sobre o assunto, que tal preparar aquele petisco gostoso para o lanche da sua tarde com os queijos da Friolack?

Bom apetite!

outras notícias

Dica de Receita: Lasanha de Brócolis

Lasanha já é um prato delicioso. Agora, uma lasanha com produtos premiados da Friolack, fica irresistível! ...

Friolack projeta dobrar produção em dois anos

A Friolack, empresa gaúcha do segmento de laticínios, projeta dobrar a sua produção, que, hoje, é de ...

Benefícios do Requeijão e a sua História

O requeijão foi criado na década de 50 pelo mineiro Moacyr de Carvalho Dias. Foram realizadas ...

CONFIRA RECEITAS DELICIOSAS
FEITAS COM NOSSOS PRODUTOS
Ver livro de receitas